Antagonismo: eu e meus pensamentos

Antagonismo: eu e meus pensamentos

Antes o pensamento não voasse tanto,
Esse cansaço vem do esforço inútil,
Da tentativa absurda de levar consigo o corpo escravo.
Destinos demais opostos,
Um, livre, independente, solitário.
O outro, submisso de um viver promíscuo.
Tão grande é a vocação do corpo em arrastar-se por lugares fáceis,
Que seduz quase sempre o pensamento.
E o pensamento, soberano frágil, não consegue arrastá-lo nos seus voos
(Autor desconhecido)

Como disse o autor: “o pensamento tão soberano, mas tão frágil, não consegue nos arrastar em seus voos”.

O pensamento nos conduz a ver ou a imaginar aquilo que tanto queremos, capacita-nos a sentir a alegria da conquista ou a tristeza da derrota. Podemos ouvir a voz da pessoa que queremos e essa pessoa pode dizer o que esperamos, além disso, podemos ouvir os aplausos, os gritos, quem sabe aquela voz tão singela, porém profunda, dizendo…

Nossos pensamentos são muito importantes para Deus. Os pensamentos guiam as ações. Quando focamos nossos pensamentos em atitudes nobres agradamos a Deus.

Os pensamentos de Deus são maiores que os nossos. Os caminhos de Deus são maiores que os nossos caminhos. E Ele mesmo tem pensamento ao nosso respeito e, seus pensamentos são de paz. Precisamos submeter nossos pensamentos a Deus, aprendendo a ter uma agenda conforme os ensinamentos do Altíssimo.

Por outro lado, existe o nosso ambiente de trabalho e/ou familiar, o nosso comportamento em determinada situação, a nossa capacidade de realizar as tarefas diárias. Movemo-nos de acordo com aquilo que nos motiva ou travamos com aquilo que não permitimos. Muitas vezes não sabemos quem somos ou temos a certeza daquilo que realmente somos. Tudo isso se resume em uma palavra: “eu”.

Portanto, entre o “pensamento” e o “eu” existe um caminho, que para uns pode ser longo e para outros tão curto; para alguns, difícil, para muitos, fácil. Não importa onde nos enquadramos nesse jogo de palavras, o que é certo é que existe um caminho!

Este caminho nos permite esculpir o mundo através do processo de racionalização e realização, modificar nosso mundo interior e exterior de forma efetiva para o alcance de metas, planos e desejos. O “pensar” nos concede asas para movermos o mundo e raízes para nos aprofundarmos na realidade.

Neste universo entre o “pensamento” e o “eu” podemos contar com o Coach, que, com perguntas, pode nos apoiar a trilhar o caminho. Lembrando: que não existe um caminho sobremodo excelente que chamamos de Amor, principalmente vindo da parte de Deus.

O que você tem feito para alcançar os seus pensamentos?

Autor: Paulo Teixeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *