Porque o mundo está implementando a cultura de coaching

Porque o mundo está implementando a cultura de coaching

É preciso separar coaches profissionais de profissionais que usam o estilo coach ou a metodologia em alguns momentos de seu papel principal.

Líderes, gestores, RH, colaboradores podem e devem aprender sobre coaching porque este é o modelo que mais atende os formatos e necessidades do famoso mundo VUCA, volátil, incerto, complexo e ambíguo.

Convidar pessoas a pensar, a resgatar sua criatividade, a buscar de forma conjunta as soluções. Empoderar, dar poder para resolver, crescer, aprender e desenvolver-se.

Os modelos antigos de cultura empresarial sofrem uma verdadeira decadência. Estão fora de moda, não atendem mais os formatos do mundo moderno.

Pelo mundo, empresas de todos os tamanhos já entenderam este recado, e convidam seus líderes e construírem juntos o negócio. Antes de decidir e comunicar é preciso ouvir, consultar, pesquisas todos os níveis de operação. O que funciona, o que não funciona e porque, e acima de tudo, como fazer o mesmo de forma diferente.

Culturas de coaching privilegiam conversas essenciais, alianças, construção compartilhada, responsabilidades divididas. O tempo dos decretos top down felizmente acabou, porque ele humilha a condição humana, emburrece as pessoas e limita a revelação do potencial ainda não usado.

Autora: Jaqueline Weigel

Comentários no artigo “Porque o mundo está implementando a cultura de coaching

  1. A autora do texto, Jaqueline, está coberta de razão.
    O mundo vive e viverá uma intensidade de transformações. E tudo ocorre cada vez mais rápido.
    Não cabe limitarmos as pessoas, mesmo que tenhamos a intenção de ajudá-las.
    Os educadores, profissionais ou não, devem ter em mente que a melhor forma de ajudar, é contribuir para que as pessoas alcancem seus objetivos de forma autônoma, ou seja, elas saibam utilizar seus potenciais para buscar o que querem.
    E o coaching é uma poderosa ferramenta que permite isso. Através de uma frutífera parceria, as conversas geram ações que paulatinamente levam a pessoa, quase que naturalmente, ao seu objetivo. A pessoa usa sua própria capacidade para vencer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *